Wednesday, October 04, 2006

Tilin

Sinto o véu caindo.
Tenho dúvidas se cai pela física,
metafísica
ou patafísica.

Se alguém o puxa,
se eu me desvencilho,
se vários o puxam,
se é o vento que venta que o faz deslizar.

Se eu me seguro,
seguro
ou se pulo.
No quase -
No escuro.

5 comments:

Fábio said...

Pular é um jeito muito legal, e "estranho", de descobrir por que o véu cai. Eu adoraria descobrir isso, mas às vezes, vale mais a pena penasr sobre!
Stella, quanto tempoq ue nós não conversamos! E não nos encontramos!
Lembrei de você já que minha mãe comrpou um "panetone alternativo"! Será que a gente se encontra por causa dessas coisas de novo?
Beijos!

Bruno said...

Puxe-o, veja o mundo e tome as rédeas da tua vida.

Tommy said...

Bem, acho que você não quer um conselho de comentário, neh... Passei pra dizer que AMO e que o céu caindo é só a chuva vindo fertilizar tudo, abrindo as janelas pra primavera.

:-)

Marcus said...

Voa, brisazinha, que o remédio é voar.

Mariana said...

Eu gosto das palavras que me deixam fluir. Suas palavras me deixam fluir. Então, assim como dois mais dois é igual a quatro, gosto das suas palavras. Racionalmente poético, não? (;