Friday, February 18, 2005

Água quente + água fria + pozinho= gelatina.

Amo gelatina. Principalmente de uva. Engraçado que não gosto de uva, mas gosto de suco, picolé e gelatina de uva.
Quero poder correr livre pelas montanhas cobertas de neve. Me transformar e me sentir outra como a gelatina que vira água colorida fora da geladeira.
Será que dói?
Por que sempre escrevo sobre o que quero? Porque o que já tenho perdeu o mistério. E as coisas da vida, as coisas mais belas de vida, têm um quê de mistério. Talvez por isso eu fique tão brava quando um casal, um casal de namorados, diz: "quero te ter pra sempre" ou "ela é minha garota" ou derivados. porque não se pode ter a alguém, porque o ser humano sempre tem seus mistérios. Nunca uma pessoa chegará a tal ponto de saber tudo sobre a outra. O mistério do ser humano é infinito. Então não se pode ter uma pessoa. É tudo tão paradoxal... E eu amo paradoxos. Aliás, paradoxo do dia: tem coisas que a gente quer que dure pra sempre. mas nada dura para sempre com exceção do próprio tempo.
Talvez por isso é que não gosto de ver sangue de machucado recém-feito (por causa do mistério...). Só gosto de ver machucado com casquinha. E, ainda assim, não é um prazer, mas pelo menos não tenho aflição em vê-los. E me divirto com a agonia das pessoas, querendo tirar a casquinha. E, quando tiram, sangra de novo e ningu´m quer ver. mas aí eu quero.
Algum dia alguém pode me perguntar o que eu quis dizer com isso. E eu posso responder o que eu quiser. A verdade ou inventar. E será que vou lembrar o que eu quis dizer? Já agora não lembro. acabou o instante-já em que tive o pensamento e agora outras coisas me consomem. Não entendo porque não consigo parar de digitar. Em cada momento a verdade será uma.
É por isso, entre outras razões, que gosto de escrever (às vezes não gosto, mas algo maior que eu me obriga) : a verdade é o que eu quiser que ela sseja.
E quero agora que a verdade seja a gota de orvalho da pétala rosa da flor artificial tentando cair. - porque metade dela quer cair e a outra metade, não.

(E o miolo negro - que disseram ser desvalorizado (erroneamente) - da flor da paixão.)

6 comments:

Anonymous said...

mas é de lá que vem a melhor parte!
por isso que a graça tá mais em desejar alguém que em de fato conseguir.
mas o sangue, msm de machucado recém feito, tem toda uma história, o sangue de ferida cotucada então...
ixi, meus comentários fugiram à ordem do que se referem no texto, mas vc entende...
ahhh...e ser água deve doer, vc se espalha muito, perde a noção de si mesmo, se bem que isso ocorre comigo normalmente...e nem dó tanto...é, é, ou não é, vai saber!
Li

Anonymous said...

Gelatina, amor, sangue, verdade, flor, metade... você está um turbilhão. É a névoa curvilinea...

Gostei do que disse sobre os namorados. Hoje vi no metro um casal adolescente, e os os dois eram surdos... se comunicavam por linguagem dos sinais. Era fascinante.. tanto que só vendo... Ninguém entendia o que diziam, e todos olhavam admirados..

Admirados não sei por quê.. se queriam compreender o amor, ou a linguagem dos sinais..

Beijos do Gustavo.

Dani_Owl said...

É, escrever faz bem e volta e meia é algo incontrolável, indomável... fazer o que se esse é o charme da escrita?
O processo de ser gelatina e tornar-se água deve ser interessante, a água se adapta mais facilmente às condições que é exposta, congela, liquefaz, evapora, condensa ou solidifica de novo. Não fica tãaaao restrita a uma única opção de vida...
Massss infelizmente não cosigo ter essa sua atração por feridas, cicatrizando ou não X(
bjobjo

Lu Fávero said...

Eu também gosto de gelatina de uva!
E eu sabia que este era o novo endereço do seu blog: eu vi, gostei, e fiz um blog por aqui também! Só não tinha ainda deixado um comentário... Porque eu não sei o que deixar em comentários. Meus comentários sempre ficam bestas, e e isso me irrita muito (se esse aqui vingar, é o sono que não me permitiu relê-lo e deleta-lo). Adorei "a nova casa" da Tella na net =)
Bju

Morone said...

Oi, não conheço você mas sempre acompanho seu blog e flog que peguei no seu profile do Orkut acho, não lembro bem.
Textos bem legais, parabéns, hehehe.
Gelatina realmente é muito bom, alias tudo de uva é bom, só não consigo me bicar com a fruta e isso chega a ser bizarro ao meu ver o_O.
Um abraço

Murilo said...

oi ste!
é tem tempo q eu naum comento aki... bom oq posso dizer? jah comeu a fruta framboesa? naum tem nada a ver com o sabor das balinhas... é a mesma coisa da sua uva... os caras mudam tanto o gosto q fica bom...
huaahuauuahuahuauahauauhu
bom... é isso ai....
BJAM
Murilo