Saturday, September 08, 2007

parênteses - ou intervalo instrumental

Vem conquistar o que é seu
A gente sofre
A gente luta
Pois nossa palavra é sim.



Quem procura lembranças perdidas? Não sabe o que faz. O erro está na pergunta. Veja só.

Indiscutivelmente há muito de neurótico no que se refere ao passado: gestos de defesa onde não houve agressão; sentimentos profundos em situações que não os justificam; ausência de sentimentos em face de situações de maior gravidade; e não raro também a repressão do conhecido ou do semiconhecido.
Theodor Adorno.

5 comments:

Marcus said...

Adorno é muito foda né?
beijos tétita

Sydão said...

É.. Adorno é foda. UHAUhauh

Tem vez que a gente fica numa neura né?

Digamos sim. Ao novo.

Ah, tive que citar adorno tb... mas o texto é um pouquinho mais longo...

=*

Lembranças said...
This comment has been removed by the author.
Abaixo assinado unificado contra os decretos said...

Procuro sim
E vou achar
Não é arrebol sem fim
Depois do raiar
Vou mostrar por fim

faustina said...

mundo sem lembranças? vazio total?

vixe....

o que seria do "instrumental break" sem o antes e o depois?